Eckenberger é premiado na Bienal


Argentino, radicado em Salvador desde a década de 60, é pintor, desenhista, gravador e ceramista, foi premiado na I Bienal da Bahia e na de São Paulo.

Suas obras de grande originalidade, são únicas, não se insere em nenhum “ismo”. A ludicidade impregnada em cada trabalho é compatível com a atmosfera de onde é gerada.

Seu currículo é recheado com premiações e muitas expo

sições coletivas e individuais. A expressividade do seu trabalho como ceramista extrapola os limites globais.


Posts Em Destaque